Arte 3D cx frente.png
44783326_2035368326523506_1398084972371247104_n.jpg
apresentação floresta.jpg

Final do século XIX. O Marechal Cândido Rondon, a serviço do governo brasileiro, recebe a missão de construir linhas telegráficas, de Mato Grosso a Goiás, região do baixo Xingu. Durante sua jornada, ele se depara com diversas tribos indígenas, desconhecidas até então, habitando a floresta Amazônica. Ao mesmo tempo, essas tribos são hostilizadas pela presença de fazendeiros inescrupulosos, interessados em mão de obra escrava, e tornam-se vulneráveis às doenças trazidas por exploradores.

Em Xingu, cada jogador será o líder de uma dessas tribos, e deverá usar a máxima habilidade e estratégia, para garantir sua sobrevivência, num cenário perigoso e hostil, devido à chegada do homem branco.

 

Ficha técnica: XINGU - nº 9 da Coleção MS

Autor - Marcos Macri

Arte - Diego Sanchez

2 a 6 jogs / 75 a 120 min / 14 anos

 

Mecânicas principais:

*  Alocação de trabalhadores (índios).

*  Gerenciamento de recursos.

*  Seleção de papéis.

*  Gestão de mão (cartas).

*  Colocação de peças no tabuleiro.

 

Lista de Componentes:

01 tabuleiro (54 x 42cm)
30 cartas de tribo (6 Caciques, 6 Pajés, 6 Guerreiros, 6 Caçadores e 6 Índias)
40 cartas de recursos (20 floresta e 20 campo) 
24 cartas bônus
10 cartas bônus fim de jogo
36 meeples de madeira em seis cores (6 de cada cor)
12 fichas de ocas
12 fichas de cereais / remédios
08 fichas de recursos iniciais
24 fichas de utensílios
24 fichas de linhas telegráficas
32 fichas de homem branco (12 fazendeiros / 12 missionários / 8 exploradores)
18 fichas de expansão de aldeia
20 cubos de madeira (10 amarelos e 10 marrons)
06 tabuleiros individuais (um por jogador)
06 marcadores de pacificação
06 marcadores de pontuação
06 marcadores de penalidade
01 tabela de apoio
01 peça de cocar para o jogador inicial da rodada
01 manual de regras com 16 páginas

 

Sleeves:

30 cartas grandes (57.0 mm X 89.0 mm)

74 cartas pequenas (45.0 mm X 68.0 mm)